JJCAST

Revisando com Questões: Tuberculose

Nesse episódio, questões comentadas das instituições: FJG-RJ, UFPR, UNIFESP e HCPA-RS.

Gravado por Eduardo Côrtes em 11 de Maio de 2020

Bem vindo ao Podcast Revisando com Questões, a nossa série semanal de questões de provas de residência médica, de grandes instituições do país, comentadas ao melhor estilo JJ Mentoria de estudar.

O tema dessa semana é Tuberculose e teremos questões das seguintes instituições: FJG-RJ, UFPR, UNIFESP e HCPA-RS.

Confira os enunciados das questões na íntegra:

FJG-RJ
Adolescente de 11 anos de idade, é trazido por sua mãe à consulta devido emagrecimento e tosse, há mais de três semanas. Foi informado ao médico que seu filho recebeu vacina BCG ao nascimento, e que seu melhor amigo foi recém diagnosticado com tuberculose pulmonar. O teste tuberculínico foi 10 mm e a radiografia de tórax mostrou imagem de hipotransparência, sem melhora com antibiótico inicialmente instituído pelo médico. Baseado na principal hipótese diagnóstica, o esquema terapêutico correto é:

a) Quádruplo com rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol.
b) Tríplice com rifampicina, isoniazida, pirazinamida.
c) Antibiótico de largo espectro.
d) Preventivo com isoniazida.


UFPR
A tuberculose na criança permanece ainda negligenciada e com alta mortalidade no mundo. Considere o caso de uma puérpera, em tratamento para tuberculose pulmonar há 1 semana. A respeito do caso, considere as seguintes condutas: 1. Vacinar o RN com BCG. 2. Contraindicar a amamentação. 3. Iniciar quimioprofilaxia com isoniazida. 4. Realizar prova tuberculínica. É/São conduta(s) adequada(s) a ser realizada(s) no período neonatal com o recém-nascido, que se encontra assintomático, conforme as diretrizes atuais do Ministério da Saúde:

a) 3 apenas.
b) 1 e 3 apenas.
c) 2 e 4 apenas.
d) 1, 2 e 4 apenas.
e) 1, 2, 3 e 4.3


UNIFESP
Jovem de 15 anos de idade, HIV+ por transmissão vertical, mora com um tio que iniciou tratamento para tuberculose pulmonar há 10 dias. A jovem está com boa adesão ao esquema antirretroviral, com carga viral do HIV abaixo de 40 cópias/mL, assintomática e com radiografia de tórax normal. Nunca fez qualquer tipo de tratamento para tuberculose anteriormente. A conduta mais adequada é?

a) Se contagem de células T CD4+ estiver inferior a 200, iniciar tratamento para tuberculose doença, independente do resultado do teste tuberculínico.
b) Se contagem de células T CD4+ estiver inferior a 500, iniciar tratamento para tuberculose latente, após afastar tuberculose doença.
c) Se teste tuberculínico resultar maior que 10mm, tratar como tuberculose doença, independentemente da contagem de células T CD4+.
d) Afastado o diagnóstico de tuberculose doença, avaliar contagem de células T CD4+ e resultado do teste tuberculínico para iniciar tratamento de tuberculose latente.


HCPA-RS

Considere as assertivas abaixo sobre toxicidade dos fármacos contra tuberculose. I - Rifampicina pode apresentar hepatotoxicidade, geralmente de padrão colestático; II - Isoniazida pode apresentar hepatotoxicidade, geralmente de padrão celular; III - Etambutol e pirazinamida podem aumentar os níveis de ácido úrico. Quais são CORRETAS?

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) I, II e III.



Essas foram as questões comentadas da série Revisando com Questões desta semana. Conte-nos o que você achou nos comentários! Sua opinião é muito importante para nós!


Olá, O que você achou deste conteúdo? Conte-nos nos comentários!