JJCAST

Revisando com Questões: Tumores Colorretais

Nesse episódio, questões comentadas das instituições: AMRIGS, USP-RP, SURCE e SES-PE.

Gravado por Eduardo Côrtes em 21 de Setembro de 2020

Bem vindo ao Podcast Revisando com Questões, a nossa série semanal de questões de provas de residência médica, de grandes instituições do país, comentadas ao melhor estilo JJ Mentoria de estudar.

O tema dessa semana é Tumores Colorretais e teremos questões das seguintes instituições: UNICAMP, PSU-MG, IAMSPE-SP e UFRJ.

Confira os enunciados das questões na íntegra:

AMRIGS
Paciente com história familiar de câncer de cólon realiza colonoscopia que revela um pólipo em sigmoide. A biópsia demonstra um resultado de adenoma tubular com displasia de baixo grau ressecado com margens livres. Qual a conduta nesse caso?

a) Nova colonoscopia em três anos.
b) Nova colonoscopia em um ano.
c) Nova colonoscopia se aparecerem sintomas.
d) Colonoscopia anual se o paciente tiver mais de 50 anos.

USP-RP
Homem, 79 anos, refere alteração no hábito intestinal há 1 ano, passando a evacuar várias vezes ao dia, em pequena quantidade, com muco e estrias de sangue nas fezes. Relata dor retal e perda ponderal de 10 Kg no período. A abordagem inicial, o provável diagnóstico e o tratamento mais adequado são:

a) Exame proctológico - neoplasia de reto - radioterapia e/ou cirurgia.
b) Colonoscopia - neoplasia colorretal - cirurgia transanal.
c) Retoscopia - neoplasia de sigmoide - radioterapia.
d) Toque retal - neoplasia de próstata - prostatectomia.

SURCE
Paciente de 60 anos, sexo feminino, apresenta hematoquezia e alteração do hábito intestinal. Durante investigação, o toque retal revelou uma lesão circunferencial de aspecto neoplásico a 3 cm da linha pectínea com biopsia de adenocarcinoma. A colonoscopia não demonstrou outras lesões sincrônicas no restante do cólon. Os exames de estadiamento não revelaram metástases sistêmicas. A ressonância do reto demonstrou que a lesão infiltra para além da muscular própria e com um linfonodo suspeito no mesorreto (cT3, cN1). Qual a melhor abordagem terapêutica inicial para o caso?

a) Amputação abdomino-perineal do reto.
b) Radioterapia associada a quimioterapia.
c) Ressecção local por abordagem transanal.
d) Ressecção anterior do reto por preservação esfincteriana.

SES-PE
Um paciente de 65 anos é referenciado pelo método generalista, já com o diagnóstico feito por colonoscopia e biópsia de um adenocarcinoma de três centímetros na flexura hepática do cólon transverso. O estadiamento pré-operatório sugere um tumor T3N2M0. O melhor tratamento para essa condição é o seguinte:

a) O paciente deve ser submetido a uma colectomia direita com quimioterapia pós-operatória.
b) O paciente deve ser submetido a uma colectomia direita ampliada com quimioterapia pós-operatória.
c) O paciente deve ser submetido a uma colectomia transversa com quimioterapia pós-operatória.
d) O paciente deve ser submetido a uma colectomia total com íleo-retoanastomose e quimioterapia pós-operatória.
e) O paciente deve ser submetido a uma quimioterapia definitiva.


Essas foram as questões comentadas da série Revisando com Questões desta semana. Conte-nos o que você achou nos comentários! Sua opinião é muito importante para nós!


Olá, O que você achou deste conteúdo? Conte-nos nos comentários!